fbpx

Como abrir a sua empresa em 5 passos

Milhões de brasileiros sonham em abrir sua própria empresa, tendo seu negócio e sendo o chefe, podendo realmente colher todos os frutos do trabalho sem vende-lo para terceiros.

Entretanto, quando alguém pensa em todas as etapas necessárias para abrir uma empresa aqui no Brasil, o sonho logo vai embora, torna-se um pesadelo e o pretenso empreendedor desiste da ideia.

A dúvida já começa, por exemplo, sobre qual tipo de empresa abrir: começar como MEI (Microempreendedor Individual) ou já partir para o simples nacional?

O que é preciso para registrar uma empresa? É obrigatório ter um contador?

Todas essas são questões que acabam por, literalmente, tirar o sonho de novos empreendedores e este artigo tem o objetivo de elucidar qualquer dúvida que você tenha sobre o assunto.

Assim, continue acompanhando este texto até o final para aprender a como abrir a sua empresa em 5 passos.

Como abrir a sua empresa: Tudo o que você precisa saber

MEI ou Simples Nacional: Qual a melhor opção?

A primeira dúvida de quem vai abrir uma empresa é: começar como MEI (Microempreendedor Individual) ou já partir para o Simples Nacional?

Em questão de simplificação, as duas modalidades são bem mais em conta do que outros regimes tributários que existem e irão tornar mais fácil a vida de quem está começando.

Para poder escolher o MEI como sistema de recolhimento de tributos, a sua empresa não pode exceder um faturamento anual de R$ 81 mil (consulte o Portal do Empreendedor para verificar o valor limite de faturamento do regime MEI atualizado).

Para declarar como MEI, você precisará de apenas uma declaração anual e apenas de uma guia mensal para os impostos.

Por outro lado, o Simples Nacional é para aquelas empresas que possuem um faturamento maior, de até R$ 4,8 milhões ao ano.

Da mesma forma que o MEI, no Simples Nacional é preciso enviar apenas uma declaração anual (Declaração de Informações Socioeconômicas e Fiscais), além de apurar e pagar mensalmente uma única guia com os impostos unificados.

Os impostos unificados da guia mensal, tanto do MEI quanto do Simples Nacional, são:

  • CSLL – Contribuição Social sobre Lucro Líquido
  • IRPJ – Imposto de Renda de Pessoa Jurídica
  • ICMS – Imposto sobre a Circulação de Mercadorias e Serviços, aplicado sobre indústrias, comércios e prestadores de alguns serviços específicos
  • CPP – Contribuição Previdenciária Patronal
  • IPI – Imposto sobre Produtos Industrializados, cobrado apenas de indústrias
  • ISS – Imposto sobre Serviços, recolhido apenas de prestadores de serviços
  • Cofins – Contribuição para Financiamento da Seguridade Social
  • PIS– Programa de Integração Social

Para você que está começando agora e ainda tem um faturamento pequeno, o ideal é escolher o MEI como sistema de pagamento de tributos, visto que você irá pagar menos impostos e a burocracia para a empresa será bem menor.

À medida que seu negócio for crescendo no mercado, e você ultrapassar o faturamento máximo do MEI (R$ 81 mil) ou aumente o número de colaboradores, você pode passar sua empresa para o Simples Nacional.

5 passos de como abrir a sua empresa: Conheça os principais

Agora que você viu qual a melhor opção a escolher entre começar a sua empresa como MEI ou como Simples Nacional, está na hora de ver os passos principais para abrir a sua empresa.

Aqui, você verá dicas e passos crucias para que o processo de abertura da sua empresa seja correto e corra tudo bem sem nenhum percalço no caminho.

Acompanhe!

Passo 1: Faça o registro da sua empresa

Abrir uma empresa sem registrá-la, atuando na ilegalidade, é algo que poderá lhe causar inúmeros problemas judiciais e prejuízos financeiros.

Portanto, é essencial que você faça o registro da sua empresa, com todos os documentos necessários, evitando atraso no processo, que já é um pouco demorado.

Você precisa ter os alvarás e as licenças necessárias para que a sua empresa possa funcionar naquela cidade, naquele local e com aquele ramo de atividade de negócio.

Passo 2: Contrate um contador para sua empresa

Alguns empreendedores acreditam que não precisam de um contador para suas empresas e que poderão resolver todas as questões contábeis sozinhos, o que é um grande erro.

A falta de experiência e de conhecimento sobre o tema pode causar uma grande desorganização financeira e levar seu negócio a sofrer enormes prejuízos;

Com um contador, você poderá ser ensinado por ele sobre a gestão financeira e sobre o controle de finanças, além de ter o auxílio de um profissional que organizará toda a sua contabilidade, tributações e deixará sua empresa legal.

Passo 3: Tenha um plano de negócios

O plano de negócios pode ser até mesmo o primeiro passo ou dica de como abrir a sua empresa, mas aqui coloquei ele mais para frente, o que não quer dizer que ele não seja extremamente importante.

Não tendo um planejamento do seu negócio, sabendo o que é preciso fazer para alcançar os seus objetivos empresariais e no mercado, você poderá ter sérios prejuízos, que podem culminar, inclusive, no fechamento da sua empresa.

Assim, você precisa fazer um planejamento onde tenha uma boa análise do mercado em que está se inserindo, conhecimento sobre o seu público (clientes), custo-benefício de produtos, gestão operacional e financeira, e muito mais.

Portanto, o planejamento de negócio é um dos passos chaves de como abrir a sua empresa e alçar o sucesso.

Passo 4: Elaborar o contrato social da sua empresa

Com a elaboração do contrato social da sua empresa, caso ela tenha sócios, será possível saber qual a participação de cada um deles no capital do negócio.

Além disso, o contrato social ainda permite que você escolha o modelo de tributação, visto no início deste artigo e as atividades que serão exercidas pela sua empresa.

Outro ponto importante do contrato social é permitir que você saiba se o nome escolhido para sua empresa, bem como o objeto social estão disponíveis.

Após essa análise, você poderá então elaborar o documento, reconhece-lo em cartório e contar com a assinatura, essencial, de um advogado.

Passo 5: Adquirir um sistema para controlar e gerar sua empresa

Um último passo essencial para quem quer saber como abrir a sua empresa de maneira fácil, rápida e simples é adquirir um sistema para controlar e gerir sua empresa.

Esqueça aquela história de utilizar planilhas e planilhas no Excel ou o que é pior, ter diversas caixas cheias de papéis, pois além de atrapalharem e atrasarem o processo da sua empresa, ainda aumentam o risco de erros.

Dessa forma, é preciso, independente do segmento e do tamanho da empresa que você desejar abrir, ter um sistema de software para controle e gestão da sua empresa de forma mais eficiente.

Isso irá deixar o seu negócio muito mais profissional, facilitará demais os processos dentro dela e irá permitir que sua empresa cresça com muito mais facilidade.

Nesse quesito, podemos te ajudar com excelência, pois a Go Smart possui o sistema ideal para a sua empresa, independente do tamanho da sua empresa ou do seu orçamento.

Conclusão

Como você viu, abrir uma empresa no Brasil pode ter muitos empecilhos e obstáculos, que faz a maioria das pessoas desistir do sonho de ter um negócio próprio.

Entretanto, seguindo alguns passos, há formas de alcançar uma maior facilidade na abertura e no consequente sucesso da sua empresa.

Neste texto, você pôde ver dicas, informações e passos importantes de como abrir a sua empresa de forma muito mais eficiente.

Gostou do artigo de hoje sobre como abrir a sua empresa em 5 passos? Se você ficou com alguma dúvida sobre esse assunto, escreva-a abaixo nos comentários para que eu possa ajudá-lo.

Está procurando uma solução de software completa e mais eficiente para a sua empresa? Nós ligamos para você

Tagged with:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *